Tipos de Dados no Excel

O que é um tipo de dados? O Excel interpreta todo conteúdo inserido numa planilha da mesma forma?

O Excel possui alguns tipos de dados, e esta página irá explicá-los.

Números

Ao digitar números no Excel, observe que eles assumem um alinhamento à direita na célula:

Você pode entrar com 0, números positivos ou negativos.

Frequentemente, formatam-se as células que contém números grandes para mostrar separadores de milhares e/ou casas decimais. Selecione a célula C3, pressione Ctrl+1, vá na aba Número e configure a janela de formatação de células como mostrado abaixo:

A exibição do número 10000 ficará como 10.000 no Excel.

Observe que nessa tela você pode configurar para a célula exibir números com separadores decimais ou até para que números negativos fiquem na cor vermelha.

Limites de Precisão

Se você inserir um número muito grande numa, isto é, com mais de 15 dígitos, como 12345678901234567890 perceberá duas coisas:

  • O Excel irá truncar o número nos 15 primeiros algarismos à esquerda e completará o número com zeros, tornando-se 12345678901234500000.
  • Será exibido o número no formato científico 1,23457E+19. E+17 é o mesmo que 10 elevado à 17a potência.

Sobre o truncamento, o mesmo é valido se você tiver um número decimal com mais de 15 algarismos. Em outras palavras, o Excel desconsidera todos algarismos à direita do 15o algarismo.

Isso não significa que você não pode trabalhar com números com mais de 15 algarismos: por exemplo, você pode trabalhar com o número 1,1357548E+100 tranquilamente, tendo em mente que só os primeiros 15 algarismos da esquerda serão considerados em qualquer operação.

Limites de Tamanho

O maior número positivo que você pode representar no Excel é 9,99999999999999E+307 e o menor é -9,99999999999999E+307. No entanto, através de fórmulas, os limites são 1,7976931348623158E+308 e -1,7976931348623158E+308, respectivamente.

Se você tentar algo como 1E+400, por exemplo, o Excel tratará o conteúdo dessa célula como texto.

Data e Hora

Uma data é nada mais que um número com uma formatação de exibição diferente. Mais precisamente, uma data é um número de série que representa o número de dias transcorridos desde a data fictícia de 0 de Janeiro de 1900. Logo, um número de série 1 corresponde a 1 de Janeiro de 1900. O número 2 corresponde a 2 de Janeiro de 1900, e assim por diante, até o ponto em que 2.958.465 corresponde a 31 de Dezembro de 9999.

Quando você insere uma data válida como 15/01/2016, o Excel automaticamente formata a exibição da célula como Data. Para descobrir qual número de série essa data representa, basta formatar a exibição da célula como Geral (atalho: Ctrl+~).

Se 1 corresponde a um dia, 0,5 corresponde à 12 horas e:

  • Uma hora é equivalente a 1/24.
  • Um minuto é equivalente a 1/(24*60).
  • Um segundo é equivalente a 1/(24*60*60).

Para entrar uma hora no Excel, utilize dois pontos, como 12:30. Você pode expressar também os segundos, como em 12:30:25. Você pode combinar uma data com uma hora, como 31/01/2016 12:44, sendo interpretado corretamente como uma data pelo Excel.

Por serem números, datas também ficam alinhadas à direita na célula:

Texto

Texto é qualquer expressão alfanumérica que contenha algum caractere diferente de um número. Células que com texto possuem o alinhamento à esquerda:

É possível inserir um número como texto numa célula. Para tal, insira antes do número uma aspas simples ', como '993. Vale notar que as aspas simples não serão mostradas no Excel e nem na impressão da planilha. Veja a seguir a diferença entre um número e um número entrado como texto:

Outra forma de se fazer isso é formatar as células desejadas como Texto. Dessa forma, independentemente do conteúdo entrado na célula, o Excel sempre tratará como texto:

Quando o Excel detecta um número que está como texto, ele mostra uma pequena âncora verde no canto superior à esquerda da célula que possui um ícone que expande para algumas opções, inclusive converter o texto em número:

Booleanos

O Excel tem capacidade de operar com a lógica booleana. Existem dois valores de texto que possuem um significado ao Excel, que é FALSO e VERDADEIRO. Experimente digitar verdadeiro em minúsculas e verá que o Excel converte automaticamente em maiúsculas e colocará o alinhamento centralizado:

Booleanos são muito importantes em funções de lógica, coo a função SE.

Erros

Pode acontecer de ser feita uma entrada de dados incorreta ou uma fórmula resultar num valor inválido para o Excel. O alinhamento padrão de uma célula com erro é com o texto centralizado na célula.

Existem alguns tipos de erro no Excel que pode ser exibidos no Excel, como:

Erro #####

Esse erro é exibido na célula quando há um número muito grande que não cabe nela. Para resolver, basta aumentar a largura da coluna:

#DIV/0! – Divisão por Zero

Esse erro ocorre quando o resultado de alguma expressão numa fórmula tenta avaliar uma divisão pelo número 0. Para corrigir, basta fazer com que o denominador dessa divisão não seja 0.

#N/D – Não Disponível

Esse erro pode acontecer por alguns motivos:

  • Quando é passado um valor de procura num argumento de funções de procura e referência como PROCV, PROCH, PROC ou CORRESP. Por exemplo a fórmula =CORRESP("Felipe";{"Rodrigo";"Ana";"Maria"};0) retorna #N/D. porque Felipe não está na lista de nomes.
  • Se você entrar com uma fórmula matricial num intervalo com dimensões maiores que as matrizes fonte, os elementos excedentes serão preenchidos com #N/D:

  • Ao tentar usar uma função personalizada (UDF) e ela não estiver disponível na pasta de trabalho.

#NOME?

Esse erro ocorre quando se tenta usar uma função personalizada (UDF) ou nome definido que não existe.

Se você tentar usar um nome numa fórmula, como =Capital*0,5 e não existir um nome definido chamado Capital, será retornado esse erro. Da mesma forma, se você escrever o nome de uma função nativa do Excel e errar na ortografia, obterá também esse erro, como =SONA(A1:B5).

#NULO!

Esse erro é obtido quando a interseção de dois intervalos não se interceptam. A fórmula em K2 é:

=SOMA(K4:L5 L7:M8)

#NÚM!

Esse erro ocorre principalmente por dois motivos:

  • Quando uma operação resulta num número muito grande ou pequeno, como na fórmula =10^9999.
  • Quando o resultado de uma fórmula resulta num número inválido. Por exemplo, a raiz quadrada de um número negativo resulta num número inválido para o Excel como demonstrado na função =RAIZ(-2).

#VALOR!

Esse erro é comum de acontecer quando se usa um tipo de dados errado numa fórmula. Por exemplo:

Não é possível somar um número com um texto, resultando então no erro #VALOR!.

#REF!

Esse erro ocorre quando há uma referência inválida a uma célula. Ocorre nos seguintes cenários:

  • Suponha que você tenha a fórmula =B1+C1 e exclui a coluna C. A referência C1 assumirá o valor de erro #REF! pelo fato da coluna C originalmente ter sido eliminada, resultando na fórmula =B1+#REF!.
  • No cenário abaixo, se for copiada a fórmula de D21 até A21, em A21 a fórmula resultará no erro #REF! uma vez que ela deve apontar para uma coluna à esquerda da coluna C, e não existe tal coluna:

Fórmulas

Na verdade, as fórmulas no Excel não são um tipo de dados, mas sim um recurso que retorna um dos 4 tipos de dados existentes no Excel (Número, Texto, Booleano ou Erro).

Você pode fazer muitas coisas com fórmulas no Excel, desde operações matemáticas até utilizar uma das 450+ funções nativas que tornam o Excel uma ferramenta poderosíssima. Além disso, pode criar suas próprias funções usando o VBA.

Estrutura de uma Fórmula

Para iniciar uma fórmula no Excel, basta digitar o símbolo de = numa célula e começar a escrever o nome das funções ou nomes definidos que quiser usar:

É possível iniciar também uma fórmula com os sinais + e -, mas não vejo por que usar.

Após começar a escrever a fórmula, uma janela com a lista de funções aparece de forma que você pode usar as setas direcionais para cima e para baixo e pressionar a tecla Tab para o Excel auto completar o nome da função e já colocar o primeiro parênteses e mostrar uma pequena ajuda a respeito dos parâmetros da função:

A fórmula acima possui 4 parâmetros. Observe que os parâmetros são separados por ; (ponto-e-vírgula). O valor ao qual você entra num parâmetro se chama argumento. Você não precisa preencher, obrigatoriamente, todos os parâmetros com argumentos. Alguns parâmetros são opcionais e são representados entre colchetes, como [procurar_intervalo] listado acima.

Existem alguns atalhos interessantes. Se você pressionar Ctrl+A agora, a janela de funções abrirá:

No entanto, se você pressionar Ctrl+Shift+A, o Excel preenche automaticamente os parâmetros da função com seus nomes internos:

Você pode fazer fórmulas que são simples operações matemáticas:

=(25+8)/3

Resulta num tipo de dados numérico, que é 11. Pode também fazer uma operação de texto:

="Felipe"&" "&"Gualberto"

A fórmula acima resulta na cadeia de texto Felipe Gualberto. A única operação disponível em texto é a concatenação (junção) de texto, representado pelo símbolo &. Note que ao usar textos em fórmulas, os textos deverão estar entre aspas duplas ".

Você pode usar em fórmulas uma das funções nativas do Excel como a SOMA, que no exemplo irá somar um retângulo que vai da célula A1 a B10 (note o : como separador):

=SOMA(A1:B10)

Você pode usar mais de uma função em uma fórmula, como, por exemplo:

=SE(A1="Janeiro";SOMA(C1:C10);SOMA(D1:D10))

Pode criar uma função personalizada. Suponha que você tenha o seguinte código num módulo VBA:

Function CUBO(pValue)
    CUBO = pValue ^ 3
End Function

Ao usar a função abaixo, será retornado o valor 125:

=CUBO(5)

O exemplo abaixo retorna um tipo de dados booleano de valor FALSO:

=50=10

Vale a pena comentar esse exemplo: o primeiro sinal de igualdade é apenas indica ao Excel que o conteúdo da célula possui uma fórmula. O segundo sinal de igualdade avalia se o número 50 é igual a 10, o que é falso, retornado então o valor FALSO. Uma forma melhor de escrever essa fórmula para melhorar sua leitura é:

=(50=10)

Logo, tenha em mente que o primeiro sinal de igualdade de uma fórmula tem uma função diferente de todos outros sinais que apareceram nela.

Modo de Digitação e Modo de Edição

Ao começar a digitar uma fórmula, o Excel habilita por padrão o modo de digitação. Você pode alternar entre o modo de edição de e digitação pressionando a tecla F2. Ao fazer isso, note que a barra de status atualiza com o texto de qual é o modo atual:

A diferença básica entre os dois modos é que no modo de digitação as setas direcionais deslocam o cursor de seleção e preenche a fórmula com o texto do intervalo ou célula selecionado, e no modo de edição as setas direcionais deslocam o cursor de inserção de texto pelos caracteres da fórmula.

Sobre Felipe Gualberto

Microsoft Most Valuable Professional (MVP) de Excel.
Esta entrada foi publicada em Tutoriais e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.